COSTA VICENTINA

Uma região por descobrir !

Os muitos encantos da Costa Vicentina

A Costa Vicentina estende-se desde Odeceixe até Sagres. O seu perfil é serrilhado de altas arribas mergulhando nas águas espumosas. As praias, com uma beleza quase selvagem, prolongam-se terra adentro em dunas extensas ou são conchas de areia bordejadas por rochas altaneiras. São pois, as praias para os que gostam da Natureza em todo o seu dramatismo e pureza e são atraídos pelo isolamento, a serenidade dos grandes espaços… ou praticam o surf, o mergulho, a pesca desportiva. Estas praias de eterno encanto, onde os corpos se bronzeiam e a vida é feita de sol e alegria, as famílias têm férias tranquilas e revigorantes, sendo fácil encontrar a praia dos nossos sonhos.

O anil, o rosa e o vermelho fogo dos amanheceres e poentes no espelho líquido do mar, são prazeres únicos que a Costa Vicentina proporciona a quem a visita atento à Natureza, ao fascínio de uma paisagem que fala de tempos imemoriais e quase faz esquecer a presença humana.

Ela é pois, a oportunidade de apreciar, no seu habitat natural, quase uma centena de plantas adaptadas à vivência numa atmosfera carregada de sol e de sal e a solos que vão das areias macias das dunas aos terrenos finos e pobres do xisto, às fissuras das rochas calcárias… um verdadeiro paraíso para os que apreciam as flores silvestres. A vida animal não lhe fica atrás, para além das raposas, javalis, texugos, gatos bravos e coelhos, as aves são a grande atracção da Costa Vicentina. Nos ribeiros e zonas húmidas habitam mais de vinte espécies, com destaque para as garças, cegonhas, guarda-rios e galinhas de água. As rochas da costa abrigam corvos, pombos da rocha e torcazes, gaivotas, gralhas e muitas outras. Aves de rapina, como as águias, açores, gaviões, mochos e corujas, partilham os céus com mais de trinta pássaros diferentes que, como o melro, o rouxinol e o pintassilgo, fazem ouvir os seus maravilhosos cantos por toda a região.